Emanuel Marçal

Direção Pedagógica || Acordeão, Formação Musical, Piano (iniciação; Livre), Classe de Conjunto 

Emanuel Marçal é natural de Faro e Licenciado em Formação Musical (INUAF) com Profissionalização em Serviço no grupo 610 – Música – M01 - Acordeão – M28 – Formação Musical – M32 – Música de Conjunto.

Iniciou os seus estudos musicais com a sua mãe, a professora Maria Dulce Marçal no ano de 1982, tendo ingressado em 1984 no Conservatório Regional do Algarve, onde concluiu o curso complementar de acordeão em 1995, tendo também estudado violino e piano.

Foi no Instituto Musical Vitorino Matono em Lisboa, que realizou a sua formação no Acordeão, com os professores Joaquim Raposo, e Vitorino Matono.

Posteriormente teve aulas de aperfeiçoamento artístico com professores como José António, Vladislav Semyonov e Aníbal Freire, com o qual obteve o 2º lugar no troféu Nacional de Acordeão em 2000 (Alcobaça), e nesse mesmo ano obteve o 2º Lugar Honroso no Concurso Internacional de Acordeão na categoria-Divertissement Seniors International e o 2º Lugar no Prix Azzola–Solotarjew (Aubagne- França), tendo também participado no 50º Troféu Mundial de Acordeão em Alcobaça.

Participou em workshops de acordeão com alguns dos grandes mestres da atualidade como Peter Soave, Vladislav Semyonov, Friedrich Lips, Alexander Dmitriev, entre outros, tendo atuado em inúmeros festivais e concertos como solista e membro de algumas orquestras de acordeões.

Como músico, pertenceu à banda Algarvia “Marenostrum” 1998/2007, tendo vencido em 2003 o I Concurso de Música Folk “Arribas Folk” de Sendim - Miranda do Douro e em 2005 um dos principais concursos de Musica Folk, o VI Concurso de Música Folk “Cuatro de los Vales” – Navelgas – Astúrias –Espanha. Já no Ano de 2007 participou no Festival Internacional das Culturas em Resistência – “Ollinkan” na Cidade do México, entre Abril e Maio.

Atuou com outros nomes da música portuguesa como “Viviane”, “Quadrilha”, Joana (Operação Triunfo), entre outros.

Foi Diretor Musical e músico do Grupo de Danças Medievais – “Compassos do Tempo” Campesino RFC– Monte São Francisco – Castro Marim.

É membro do projeto “Mito Algarvio Ensemble” o qual a convite da Fundação Calouste Gulbenkian criaram o espetáculo temático –“Cyneticum”; Diretor musical do projeto “Mu_dança” baseado no Novo Tango de Astor Piazzolla; membro da Banda “Uma Coisa em Forma de Assim”; do projeto “Pelivento” e músico convidado da Banda Algarvia “Íris”, entre outras.

Foi convidado a participar entre 2019 e 2020 do Projeto Multidisciplinar “Moda Vestra” sob encomenda da Rede de Teatros do Algarve – Azul, tendo-se apresentado em quase todos os auditórios Algarvios.

Encontra-se a desenvolver outros projetos musicais quer na área da música tradicional e popular portuguesa, da World Music, e em áreas mais eruditas, Corais e de Dança/Música.

Lecionou no Conservatório Regional do Algarve “Maria Campina” e no extinto Conservatório Regional de Tavira, tendo ainda feito parte de vários projetos educativos na zona sotavento do Algarve.

Atualmente leciona no Conservatório Regional do Alto Alentejo (CRAA) e no Conservatório Regional de Vila Real de Santo António (COREVRSA), sendo o seu Diretor Pedagógico.